7 O segredo da Descoloração

Oi Peruas
Quando o assunto é descoloração existem fatores que devem ser considerados e controlados, já que quando alterados provocam reações incontroláveis com resultados nunca satisfatórios. Roberto Aros, diretor técnico da AlfaParf, revela o que é importante para uma perfeita descoloração e conta os detalhes da cartilha que a empresa criou para os profissionais de beleza. Confira. (fonte revista IKESAKI junho/julho)




Diagnóstico: É grande importância realizar um diagnóstico prévio ao processo, já que históricos anteriores como relaxamentos, ondulações, clareamentos intensos podem alterar o grau de sensibilidade do fio capilar. Não se esquecer de considerar os agentes externos como Sol, maresia,cloro da água, contaminação entre outros.


Proporção: Quando alterada a quantidade de pó recomendada por sobre a quantidade de oxidante (mais pó do água oxigenada), desequilibramos a proporção dos ativos provocando o aquecimento da mistura e a evaporação rápida do oxigênio necessário para o processo de descoloração.


Oxidante: O volume do oxidante e a proporção são importantes. Quanto maior o volume (40 vol), mais rápida e incontrolável será a reação de clareamento e a sensibilização da fibra capilar; já quanto menor o vlume (10 vol), mais lenta a reação e maior o cuidado do cabelo.


Cabelo: O cabelo não resiste a dois processos de descoloração, não se deve descolorir um cabelo descolorido. Portanto num retoque de mechas deve-se evitar aplicar descolorante nos reflexos anteriores. Num cabelo cabelo normal natural, grosso e resistente é possível usar um oxidante com um volume mais alto.


Temperatura: O produto está formado para agir á temperatura ambiente. Qualquer alteração, aumento da temperatura, acelera o processo oxidativo provocando a possível liquefação e/ou aumento da massa da mistura.


Tempo de ação: O Tempo de ação recomendado é de 45 a 50 minutos. Quando ultrapassado esse tempo, além de o produto não ter a potência inicial, pode sensibilizar desnecessariamente a matéria capilar e provocar porosidade e opacidade da estrutura. Vale considerar também como fatores importantes em uma descoloração a forma de aplicação, a quantidade aplicada, a técnica utilizada, o objetivo final e, por último, a neutralização do processo oxidativo. Importante: um processo de descoloração não é igual a uma coloração tradicional.


Ps. Não é recomendável que o descolorante tome contato direto com o couro cabeludo, não deve ser aplicado com uma coloração tradicional, o correto é aplicá-lo a 1 ou 2 milímetros afastado do couro cabeludo. A matéria a descolorir é o cabelo, não o couro cabeludo!

7 comentários:

Khenberly disse...

amei as dicas ja fui loira e sei o uqe
é mexer com essas quimicas
bezossssssssssssssss

IsadoraA. disse...

nunca mexi com quimicas pois meu pais nunca deixaram p eu sou loira natural ,mas são toimas dicas para quem quar tingir ou vai tirar passa lá isadoaa.blogspot.com

Backstage disse...

Gostei das dicas mas não vou usa-las porque tenho a pele morena e ficaria estranho descolorir os cabelos. Mas já tentei pintar meu cabelo de vermelho e não deu certo porque esqueci de descolorir....

backstage-gi.blogspot.com
(seguindo)

Fernanda Costa disse...

Acabei de encerrar um processo de descoloração, fiquei com o cabelo loiro platinado durante uns 4 anos, amo esse tom mais meu cabelo não resistiu, faltou cuidado da minha parte, então resolvi voltar a cor!

Beijos

http://magicafeminina.blogspot.com/

La Magnifica disse...

Oiee flor amem o seu blog.
Segue o meu d volta?
http://mimundo-naty.blogspot.com/

Sweet Dreams disse...

Adorei a dica.
Segue?(novo blog)
http://sweetdreamssah.blogspot.com/

Amanda Z. disse...

Nunca descolori os cabelos, mais
adorei as dicas floor :D

Beijos
www.diariodelooks.com/

Postar um comentário

:a   :b   :c   :d   :e   :f   :g   :h   :i   :j   :k   :l   :m   :n   :o   :p

P�gina Anterior Pr�xima P�gina Home